No dia 23 de junho, o serviço de radioterapia do Instituto completou uma década de existência. Um dos maiores parques radioterápicos do país disponibiliza aos pacientes seis aceleradores lineares, um equipamento de braquiterapia de alta taxa de dose e um tomógrafo dedicado para realizar a simulação dos tratamentos. 

Entre junho de 2010 e junho de 2020 foram 539.316 mil sessões de radioterapia, 27.545 mil tratamentos finalizados em 24.160 pacientes da Instituição. “Na vanguarda do tratamento oncológico desde a sua idealização, a radioterapia do Icesp realiza há uma década, tratamentos de alta tecnologia, como radioterapia com modulação da intensidade do feixe, radiocirurgia, radioterapia ablativa, radioterapia guiada por imagem, braquiterapia tridimensional e radioterapia com controle respiratório, inéditos em grande parte dos hospitais brasileiros. Isso permitiu que nossos pacientes até hoje tenham acesso ao serviço de melhor qualidade. Somos ainda referência em pesquisa no Estado de São Paulo e no Brasil, além de contribuirmos com a formação de profissionais da área da saúde”, conta Dra. Karina Moutinho, coordenadora médica da radioterapia do Instituto do Câncer.

Perspectivas 

Somente em maio de 2020, 211 pacientes iniciaram o tratamento radioterápico, demonstração de que mesmo em um cenário de pandemia, o serviço de radioterapia da Instituição contribui muito para um atendimento seguro e humanizado de qualidade para mais pessoas. 

Em fevereiro, o Instituto anunciou a obra de infraestrutura para a instalação de um novo e moderno acelerador linear com modulação de intensidade na Unidade Ambulatorial de Osasco. A entrega está prevista para novembro. 

INSTITUTO DO CÂNCER DO ESTADO DE SÃO PAULO

Av. Dr. Arnaldo, 251 - Cerqueira César - São Paulo - SP
CEP: 01246-000 | Tel.11 3893-2000