As remadoras do Icesp da equipe Dragão Rosa ganharam o mundo, ou pelo menos a Europa. Atravessando o oceano, representantes da equipe criada no programa institucional Remama participaram de um festival de remo destinado exclusivamente a pacientes que encontraram no esporte mais um grande incentivo para retomar a vida após o tratamento oncológico. 

O IBCPC Dragon Boat Festival é realizado a cada quatro anos sob a coordenação da Comissão Internacional de Câncer de Mama e, neste ano, pela primeira vez, teve lugar na Europa Continental: na Itália. O evento, que conta com a presença de remadoras dos mais diversos países, é participativo, e não competitivo. 

Com mais de 120 equipes representadas e cerca de 4.000 participantes, ao todo, foram quatro baterias, durante dois dias, sendo 25 corridas em cada uma dessas baterias. No terceiro dia, o evento contou com a tradicional “cerimônia das rosas”, uma celebração para homenagear as mulheres que já partiram.

Atualmente, já existem mais de 200 equipes de remo espalhados pelo mundo. O remo é um esporte completo, que trabalha toda a musculatura, inclusive a região peitoral, emblemática nesta população, contribuindo tanto para o ganho de massa muscular quanto para o aumento da capacidade aeróbia. 

“Ainda que tenham ficado entre os melhores resultados, mais importante do que o tempo que a equipe fez nas baterias é o fato de estarem em um festival internacional, em Florença, representando o Brasil e também todas as suas batalhas pessoais, juntamente com mulheres de todos os continentes”, comentou a coordenadora médica do Serviço de Reabilitação do Icesp e idealizadora do programa Remama, Dra. Christina Brito.

 

INSTITUTO DO CÂNCER DO ESTADO DE SÃO PAULO

Av. Dr. Arnaldo, 251 - Cerqueira César - São Paulo - SP
CEP: 01246-000 | Tel.11 3893-2000